Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus?

Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus
Ajude a FMM doando livros! A doação de livros incentiva a leitura, a imaginação, a capacitação e a transformação nas vidas de vários estudantes. Na campanha Dê Asas à Imaginação, lançada no último mês, estamos recebendo doação de livros queserão destinados para a Biblioteca da Fundação Matias Machline, atendendo centenas de jovens carentes da periferia de Manaus.

Os livros podem ser novos ou seminovos, mas precisam estar em boas condições de uso. Ponto de arrecadação: Sede da Fundação Matias Machline, localizada na Av. Mário Andreazza, Distrito Industrial de Manaus.Período: As doações podem ser recebidas até o dia 20 de dezembro de 2019.Podem ser doados apenas os livros especificados na tabela abaixo

Dúvidas? Entre em contato com a Bibliotecária do projeto social, Deusa Silva, no número: 2129 – 2962 / 2129 – 2923 ou no endereço eletrônico [email protected] / r : Ajude a FMM doando livros!

Onde descartar livros escolares usados em Manaus?

14/02/2022 18h08 O Parque Municipal Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho, popularmente conhecido como “Lagoa do Japiim”, será o primeiro ponto de coleta de livros usados, da Prefeitura de Manaus. Ele estará à disposição para receber doações a partir da próxima sexta-feira, 18/2, de 8h às 16h. Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus Localizado na avenida Rodrigo Otávio, bairro Japiim, zona Sul de Manaus, o parque começará a receber os primeiros livros para a 6ª edição da Feira de Livros de Manaus, que vai ocorrer em alusão ao Dia Nacional do Livro, comemorado no dia 18 de abril.

  • A ação, coordenada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), será levada para outras unidades da prefeitura nas próximas semanas, segundo informou o titular do Órgão Ambiental do município, Antonio Stroski.
  • A secretaria não realiza essa ação desde 2020, por conta da pandemia, portanto, vamos reativá-la pois tem muita gente querendo doar e também têm muitas pessoas querendo receber os livros.

O primeiro ponto será na Lagoa e vamos preparar outras unidades da Semmas para colocar à disposição da população que queira doar livros, claro, em bom estado”, explicou Stroski. Na última ação de coleta de livros, em 2019, a Semmas chegou a receber mais de 18 mil títulos.

  • A nossa expectativa é de superar esse número, afinal, muita gente não conseguiu doar por conta da covid-19 e se tudo der certo, principalmente avaliando o cenário de pandemia, vamos realizar a sexta edição da feira”, informou o secretário da Semmas.
  • Orientação O gestor do parque “Lagoa do Japiim”, Diego Pacheco, reforçou que os livros ou revistas a serem doados devem estar em bom estado de uso.

“Livros, revistas, apostilas, entre outros títulos, têm que estar em bom estado. Futuramente esse material será usado por outras pessoas, que buscam alternativas para estudar e se capacitar. Portanto, vamos fazer uma triagem de todo material recebido”, finalizou Diego.

O que fazer com os livros velhos?

Doar – Você pode fazer uma grande diferença na vida de outras pessoas por meio da doação de livros. Bibliotecas, ONGs, instituições filantrópicas, empresas e lojas são alguns dos locais que aceitam doações de livros. Doe também para cooperativas e barracões de reciclagem, para a coleta seletiva da sua cidade, associação de catadores, ou para catadores de material reciclável que costumam passar pelo seu bairro.

  • Pense em algum amigo que adoraria um livro seu.
  • Coloque o nome do amigo na capa e de como presente.
  • Assim parece mais um presente do que uma tentativa de se livrar dos livros.
  • Apenas diga aos seus amigos algo do tipo “Isso me fez pensar em você” ou “Eu sabia que você adoraria essa obra”.
  • Eh Aqui A instituição recebe doações de livros de qualquer espécie e quantidade.

Podem ser doados ao Ehaqui livros antigos, recentes, novos e usados, para público infantil, juvenil e adulto. A instituição recebe os materiais e repassa para bibliotecas de ONGs, escolas e outras instituições parceiras que trabalham com populações em situação de vulnerabilidade social. Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus

Igrejas Muitas igrejas recebem livros para doar para pessoas carentes. Faça uma caixa de livros grátis

Descubra um local onde as pessoas esperam – uma lavanderia, um hospital, uma sala de espera, a parada do ônibus e coisas do gênero. Coloque uma caixa dizendo “Livros Gratuitos” em sua rua. No trabalho ou na escola, coloque uma caixa dizendo “Troca Gratuita de Livros” em uma área de alimentação ou alcova.

Pode vender livro de escola?

O que as escolas podem e não podem exigir sobre material escolar e uniformes? SÃO PAULO – Finalmente 2012 chegou e, como é comum nos primeiros dias do ano, é hora de se preocupar com as compras dos itens básicos para o ingresso dos filhos no novo ano letivo.

Na hora de comprar os e os uniformes, o que as escolas podem e não podem exigir? Primeiramente, quando o assunto é material escolar, o Procon-SP alerta que as escolas só podem exigir itens que serão usados em atividades pedagógicas diárias do aluno. Na prática, exemplos desses itens são: folha de sulfite, papel dobradura, tinta guache, lápis, caneta e borracha.

Além de só poderem exigir esse tipo de material, a quantidade deve ser coerente com as atividades praticadas pelos estudantes. De acordo com a diretora de estudos e pesquisa do Procon-SP, Valéria Rodrigues, a questão da quantidade é um pouco delicada, pois não há uma certa para todos os materiais.

No entanto, os pais devem ficar atentos às quantidades exigidas e, se acharem que o pedido está muito alto, devem questionar a instituição. Caso a explicação não convença, vale adotar algumas estratégias. Prefira comprar apenas metade do material exigido e vá observando ao longo do ano se ele realmente está sendo utilizado.

Além disso, é interessante comparar as listas do ano atual com a do ano anterior e ver se há grandes discrepâncias. Outro ponto importante: a escola não pode fazer restrição ou exigir uma determinada marca, nem mesmo obrigar que a compra seja feita em determinado estabelecimento.

  1. E, no final do ano, os pais têm o direito de exigir a devolução dos materiais que não foram utilizados.
  2. Pode e não pode Livros e material de uso coletivo No caso dos livros, a escola não pode exigir que os pais comprem os títulos em seu estabelecimento.
  3. Não podem exigir também que comprem em determinada livraria ou loja.

Apesar de não poder obrigar a compra em um determinado local, a escola é livre para vender os materiais ou mesmo indicar um estabelecimento. No caso das escolas que usam material próprio, ou seja, apostilado, a compra deverá ser feita na instituição. Vale destacar que materiais de uso coletivo, como produtos de higiene e limpeza, como copinhos plásticos ou papel higiênico, e as taxas para suprir despesas com água, luz e telefone não devem fazer parte da lista de material escolar, já que são despesas que fazem parte da mensalidade.

De acordo com Valéria, “algumas escolas oferecem um preço de mensalidade bastante convidativo para depois exagerarem na lista de material escolar”. Outra situação que ocorre normalmente nas pré-escolas é exigir que os pais comprem sabonetes, escovas e pastas de dente. Justificam que são itens de higiene pessoal para a educação do aluno.

Esse tipo de solicitação não é proibida, mas deve ser em quantidade suficiente apenas para o filho. Tenha em mente que a lista de material escolar é divulgada para os pais para que estes possam fazer suas pesquisas de preços, com total liberdade para escolher entre marcas e estabelecimentos preferidos.

  1. Uniformes Falando sobre o uniforme, o Procon-SP lembra que é “um meio usado para identificação e segurança do aluno”.
  2. Sendo assim, a escola tem o direito de colocar sua marca própria nessas roupas.
  3. Caso a marca seja registrada no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual), nenhum outro estabelecimento poderá reproduzir.

Nesse caso, a escola deverá indicar a confecção que faz os uniformes ou mesmo vender na própria instituição. Valéria pontua que o correto é a escola oferecer mais de uma opção de compra, desconfigurando o monopólio na venda. Para os pais que não estiverem de acordo com o preço cobrado, a sugestão é que conversem com a administração da escola.

  1. Outra dica é fazer uma pesquisa de preço com algumas confecções e apresentar a proposta à diretoria da escola.
  2. Vale pontuar que a escola tem por obrigação que apresentar as notas fiscais da confecção para comprovar o valor cobrado do consumidor.
  3. Caso a marca da escola não seja registrada, os pais tem total liberdade de reproduzir o logo e mandar fazer o uniforme na confecção que quiserem.
See also:  Qual O Melhor Colegio De Manaus?

Por fim, vale lembrar que a lei estabelece que o uniforme exigido pela escola deve estar de acordo com a classe social dos alunos que a frequentam. Na prática, quer dizer que ela não pode exigir um uniforme muito caro para alunos de baixa renda familiar.

Qual a importância de doar livros?

1. A doação de livros incentiva o hábito de ler – Doar aquele livro já lido é uma das ações mais bonitas que podemos incentivar em nossas casas. Afinal, para além de abrirmos espaço para que livros novinhos possam chegar, contribuímos com a formação de novos leitores ! Ou seja, se a sua criança já cresceu ou não se interessa mais por um ou outro livro infantil, doe! Livro parado na estante não faz novo leitor. Sabemos que o nosso país é muito desigual em relação ao acesso à cultura e à informação. E que, muitas vezes, ter um livro significa abrir mão de outras coisas igualmente importantes. Por conta disso, a doação de livros é mais do que um gesto de afeto: é uma ação social.

  • E nada melhor do que, desde muito cedo, ensinar isso aos nossos pequenos e pequenas.
  • Doar é gentileza, doar é espalhar conhecimento pelo mundo! Quanto mais cedo passamos a discutir esse tema em nossas casas, mais cedo nossas crianças aprendem a lidar com os sentimentos de posse.
  • Ou até mesmo de ciúme das suas coisas, como livros e brinquedos.

Doar não é apenas se desprender. É uma atitude muito significativa, para que outras pessoas tenham acesso às mesmas sensações de prazer que temos quando abrimos um livro. A doação de livros é uma forma de compartilhar conhecimento e levar a experiência da leitura para mais crianças!

Como conseguir doações de livros para biblioteca?

Dicas do blog Bibliotecas do Brasil – Começar uma biblioteca livre ou uma biblioteca comunitária é como ter uma extensão da sua própria biblioteca só que em um lugar diferente da sua casa. Penso na Biblioteca do Sítio Vanessa em Morretes como uma extensão da estante de livros que tenho em casa. Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus

Para começar a garimpar livros tenha em mente o perfil da sua biblioteca, Pergunte a si mesmo quais serão os tipos de livros que você gostaria de ter em sua biblioteca. Se você está pensando em montar uma biblioteca livre ou comunitária, verifique primeiramente o local e o perfil do público que a utilizará, Pense nos livros que você gostaria que os leitores tivessem acesso e nos seus autores favoritos. Converse com as pessoa s que estarão envolvidas no projeto para saber quais são os assuntos que são interessantes para elas. A opinião de quem será beneficiado pela biblioteca é fundamental para o pontapé inicial, Você também pode adquirir os livros Ideias para Bibliotecas Livres e o Guia Prático para Bibliotecas Comunitárias para informações mais completas e aprofundadas. Comece pelos seus livros : Redescubra sua estante, faça uma seleção, defina se determinados livros que você tem já estão disponíveis para seguir adiante, para as mãos de outros leitores. Além de ser uma atividade prazerosa, você poderá identificar os livros que você já se sente à vontade para fazer circular e destinar a biblioteca. Envolva os amigos, parentes e colegas: Converse com seus amigos, parentes e colegas de trabalho, de escola ou da faculdade sobre o projeto. Diga a eles que tipo de público você pretende atingir, como vivem essas pessoas, qual a relação delas com os livros. Se sua biblioteca já estiver em funcionamento, conte um pouco da sua experiência com os leitores, como eles recebem os livros, os títulos que já leram e pelos quais se interessaram. Os amigos, parentes e colegas também têm amigos, parentes e colegas que formam a sua rede de contatos, e também podem ter livros que podem querer doar. E geralmente essas são as pessoas que mais doam espontaneamente. Doações espontâneas: Quanto mais gente souber da sua iniciativa, maior será o número de doações espontâneas que surgirão. São doações de livros que surgem através do propósito da iniciativa. Use as redes sociais e blogs : É importante que haja uma comunicação entre a sua biblioteca e os leitores que a utilizam. Além de ser um veículo para informar aos simpatizantes e amigos da sua iniciativa a direção que o projeto está tomando. Se está rendendo frutos. Os blogs servem para mostrar as pessoas que os livros que eles doaram estão se perpetuando. Também servem para que você escreva sobre os livros, incentivando assim o hábito da leitura, despertando o interesse pelos títulos e pelos autores. Quando as pessoas têm um site para acompanhar que os livros estão tomando o seu devido rumo, mais livros surgem. Continuidade: Montar uma biblioteca livre ou comunitária é praticar esse estilo de vida sempre. É compromisso em manter o ciclo de leituras em movimento. É disponibilidade para explicar detalhadamente o projeto, seja para as pessoas de fora dele, quanto aos usuários dela, e principalmente para as pessoas que podem ser futuras doadoras de livros. Manter a continuidade da sua biblioteca é essencial para que ela siga com as próprias pernas. Se a biblioteca for livre, esteja sempre disposto a explicar para as pessoas o que significa esse termo, como funciona, como se aplica na prática. A partir do momento em que você monta a biblioteca, você respira a biblioteca. Faça intercâmbio de livros com outras bibliotecas : É bom manter uma rede de contatos com outras bibliotecas, porque os livros que não se encaixam na sua biblioteca, podem ser aproveitáveis em outras. Explique as pessoas que tipo de livro especificamente você irá levar à biblioteca que está montando. Incentive os interessados a doar livros em boas condições de leitura e de manuseio, para que eles possam imediatamente passar para as mãos de outros leitores. Se a sua biblioteca tiver destinação a livros que já estão fora das condições de leitura e manuseio, informe isso aos possíveis doadores. Faça contato com outras bibliotecas e se informe sobre livros, revistas, informativos, cd’s, dvd’s, jogos, e jornais literários que elas possam ter disponíveis para doação ou trocas. Liberdade para realizar, decidir e organizar: Esteja sempre consciente se os envolvidos na sua biblioteca – aqueles que dedicarão trabalho braçal à sua iniciativa – estarão aptos ou disponíveis para trabalhar com livros danificados. Oriente a sua rede de contatos e os interessados em doar sobre o material que é mais prático para o seu projeto. Sinta-se livre em dizer as pessoas qual é o seu padrão de leitores, e quais os critérios que sua biblioteca segue para escolher livros para eles. Explique exatamente para elas sobre o tipo de material que sua biblioteca recebe e pretende disponibilizar aos leitores. O número de pessoas que estão dispostas a abrir suas coleções e doar bons livros é surpreendente e gratificante.

Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus “Todos nós somos capazes de fazer diferença em algum lugar. Precisamos apenas resolver se queremos fazê-lo”. (Mark Grashow)

Como descartar livros e apostilas escolares?

Material escolar velho: descarte correto – Se na sua casa existe aquela pilha de livros e apostilas que não tem como aproveitar, baixe o app Cataki e entre em contato com um catador. Ele vai até sua casa buscar todo tipo de material reciclável. Se na sua cidade não tiver disponível, você pode levar a um ecoponto ou a um Supermercado, como o Pão de Açúcar, que tem ponto de coleta de recicláveis.

O site eCycle ajuda na hora de encontrar o ponto. O Terra Cycle em conjunto com a Faber Castel tem um projeto de recolher materiais de escrita para reciclagem, Basta você encontrar um ponto de coleta espalhado pelo Brasil para descartar canetas e lápis usados ou montar um time. A partir de 5kl, épossível fazer o envio do material.

Bibliotecas e escolas também conseguem fazer o descarte correto de material. Consulte a escola de seu filho ou outra instituição próxima que faça a coleta.

É crime jogar livro fora?

Livros escolares são encontrados no lixo em cidade de SP 27 out 2009 – 09h57 (atualizado às 10h03) Cerca de 1,5 mil livros escolares foram encontrados dentro de uma caçamba de lixo em Ribeirão Preto, cidade localizada a 313 km de São Paulo. Os cadernos de exercício do aluno, distribuídos pela rede estadual de educação de São Paulo, estavam ao lado da escola Eugênia Vilhena de Moraes, na Vila Virgínia.

  • Foram encontrados livros de diferentes disciplinas como matemática, português, geografia, filosofia e sociologia.
  • As informações são do jornal Folha de S.Paulo,
  • A maior parte dos livros foi encontrada solta dentro da caçamba.
  • Entretanto, também havia exemplares com embalagens fechadas e informações como nome e endereço da escola na etiqueta.
See also:  Onde Fica A Vara Da Familia Em Manaus?

Segundo o jornal, os funcionários da escola disseram à Polícia Civil que parte dos livros pertencia à escola, mas não souberam explicar como o material foi parar no lixo. Os livros foram encontrados pela polícia após denúncia anônima. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram um catador de papel recolhendo o material e moradores da região indignados com o desperdício.

Ainda segundo o jornal, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Educação negou que funcionários da escola tenham jogado o material no lixo e disse que será aberta uma investigação.De acordo com a polícia, o responsável por jogar os livros no lixo pode ter que responder pelo crime de dano ao patrimônio público, com pena de três meses a três anos de prisão. +

: Livros escolares são encontrados no lixo em cidade de SP

Como jogar livro fora?

DESCARTE DE LIVROS, COMO FAZER, POR QUE E ONDE? Não sei se já comentei por aqui, mas um dos meus gatilhos para começar a viver o Minimalismo foi a descoberta do Livro “A Arte Japonesa de Colocar Ordem na Sua Casa e na Sua Vida” escrito por Marie Kondo. E é sobre isso que eu quero lhe falar hoje!! Descobri este livro pois precisava “destralhar” alguns armários aqui de casa e adivinha o que justamente havia dentro deles? LIVROS!!! E foi comprando este livro que redescobrir o motivo de manter em casa o que eu tenho em casa nos dias de hoje. Como o assunto de hoje é livros, as técnicas acima nos serviram somente até o item 7, as dobras eu posso ensinar em um outro post se quiserem. Seguindo o passo a passo acima não tem como errar, sei que pode parecer estranho de pensar se um objeto te traz ou não alegria, mas pratique o exercício, te garanto que você sentira quando ele trouxer, e isso te ajudará no restante do processo.

  1. Se isso tudo ainda não te convenceu, vou listar alguns motivos do porque devemos descartar coisas que ficam só ali tomando pó.
  2. Livrar-se de coisas que perderam a sua utilidade tem uma porção de benefícios.
  3. Ocupa menos espaço físico Não tem mistério: coisas ocupam espaço.
  4. No seu armário, nas suas gavetas, embaixo da cama, na garagem ou naquele depósito onde todo mundo coloca suas tralhas: sempre há um espacinho a mais que pode ser aberto se você se desapegar do que não tem mais utilidade.

Seu guarda-roupas, seu quarto ou até a sua casa podem ficar maiores. – Ocupa menos espaço mental Coisas preocupam. Elas precisam ser movidas de um lugar para outro. Coisas pegam pó e precisam ser limpas. Coisas apodrecem, estragam, se perdem e precisam ser conservadas.

Coisas ocupam espaço que poderia ser seu. Quanto menos coisas, menos preocupações desse tipo na sua vida. – Pode ser dinheiro parado A maioria das suas tranqueiras não deve ter valor nenhum, mas algumas têm. Se uma tranqueira tem valor, mas não é usada nunca, você está escolhendo deixar o seu dinheiro parado.

Escolhendo esquecer que esse dinheiro existe. Faça um favor para você mesmo: venda o que tem valor. Essas coisas que você não usa, quando vendidas, trazem um orçamentinho extra pro seu bolso que pode ajudar a financiar outras coisas. Como sei que uma parte das pessoas vão precisar de uma ajudinha para iniciar esse processo, separei um Quiz para te ajudar, vamos lá? Obs: o “livre-se” que falo abaixo significa jogar fora, vender ou doar. Nada deve escapar de uma destas três alternativas.1.

Você sabe o que é? -Sim! Pule para a pergunta 2. -Não. Livre-se. Se você sequer sabe o que é a coisa na sua frente, pode se livrar dela sem medo. A única exceção é se a coisa parecer ter valor, tipo um objeto bizarro de prata ou algo assim.2. Funciona? -Sim! Pule para a pergunta 5. -Não. Se for consertado, tem valor monetário? Sim! Venda.

Não. Livre-se.3. Tem valor sentimental? Pergunta complicada. A maioria das pessoas vai confundir valor sentimental com nostalgia. Quase tudo vai trazer lembranças do passado, muitas vezes boas, mas nem tudo tem real valor sentimental. Uma coleção de tazos que você montou quando tinha 10 anos vai trazer ótimas memórias, mas é bem diferente de uma lembrancinha que aquele parente falecido deu pra você, ou alguma coisa que você costumava brincar/ouvir/assistir com aquela pessoa especial com quem você perdeu contato.

  • Tente ser frio, duro com você mesmo, e pensar assim: Traz só uma nostalgia gostosa? Tire fotos e livre-se.
  • Tem valor sentimental real? Se não ocupa muito espaço, guarde.
  • Se ocupa, tire uma “amostra” ou tire fotos e depois livre-se.4.
  • Ocupa muito espaço? – Não.
  • Pule para a pergunta 5.
  • Sim! Dá pra tirar uma “amostra” da coisa? Sim! Tire uma amostra, livre-se do resto.

Não. Livre-se.5. É útil? Essa é mais uma pergunta complicada. Você vai olhar para a maioria das coisas, pensar que pode ser útil “um dia” e hesitar em jogar fora. Lembre-se que há uma diferença abissal entre “é útil” e “pode ser útil”. Usa todo dia, toda semana ou todo mês: Guarde. Agora que você já tem a sua “Pilha do Livre-se”, vamos ao que você pode fazer com esses livros ou outros objetos descartados, espero que esse post te inspire a fazer uma “limpa” em suas coisas. – Doe seus livros Doe livros para pessoas do mundo todo. Você pode fazer uma grande diferença na vida de pessoas desesperadas por alguns livros.

Você pode procurar vários sites de programas internacionais de doação de livros para descobrir quais o apetecem. Você pode experimentar o Website do Programa Internacional de Doação de Livros. A página lista instituições, organizações e programas de cidades/vilarejos que não têm outra forma de adquirir materiais educacionais e de leitura.

​​ – Doe livros para a biblioteca local ou para grupos de leitura. A maioria das bibliotecas tem vendas anuais de livros. Eles revenderão para angariar dinheiro para a biblioteca, e você pode receber uma nota fiscal para descontar no imposto de renda. Os livros doados devem estar em condição de revenda.

Se seus livros estiverem manchados, mofados, cheios de informações pessoais ou com páginas faltando, pode ser que eles não sejam aceitos. -Doe os livros para um brechó. A maioria dos brechós possui seções de livros, e ficariam felizes em receber obras antigas, desde que as mesmas estejam em boas condições.

Livros didáticos abandonados no Amazonas

Verifique brechós em sua vizinhança para descobrir se eles precisam de livros velhos. Eles podem ficar mais propensos a aceitá-los se você também tiver roupas ou outros itens para doar. -Doe os livros para uma igreja. Muitas igrejas aceitam doações de livros, que são dados aos menos afortunados ou vendidos para angariar dinheiro para o estabelecimento.

  • – Doe os livros para unidades de medidas socioeducativas para adolescentes.
  • Em São Paulo, por exemplo, temos a “Fundação Casa” responsável pelo cumprimento dessas medidas que estão ajudando na recuperação desses jovens.
  • – Deixe seus livros “por aí”.
  • O BookCrossing é um website que permite que você registre seus livros e deixe-os em algum lugar próximo para que outros desfrutem dele.
  • – Faça uma caixa de “Livros Grátis”.

Descubra um local onde pessoas esperam – uma lavanderia, um hospital, uma sala de espera, a parada do ônibus e coisas do gênero. Coloque uma caixa dizendo “Livros Gratuitos” em sua rua. No trabalho ou na escola, coloque uma caixa dizendo “Troca Gratuita de Livros” em uma área de alimentação ou alcova.

Para vender os livros online, você terá de criar uma conta no website, fornecer informações básicas sobre a obra e esperar a chegada de um comprador interessado.

  • Venda livros didáticos (os que foram comprados, certo.?). Se você usou os livros recentemente, ainda pode ser possível vendê-los por uma fração do custo original deles. Você pode ligar para antecipadamente para a loja que lhe vendeu o livro para saber se isso é uma opção. Você provavelmente conseguirá vender os livros didáticos para a papelaria do campus de onde eles saíram. Talvez você tenha sorte e consiga vender os livros para uma livraria de um campus diferente.
  • Venda os livros para um sebo. Sebos normalmente compram ou trocam crédito por livros selecionados em boas condições. A maioria dos sebos venderá livros novos por metade do preço e pagará cerca de 15% do preço da obra em dinheiro, ou 20% em crédito de troca. A loja também olhará o valor do livro – portanto, caso você tenha analisado o preço da obra na internet, esse é o valor pelo qual o sebo esperaria vendê-la, e não comprá-la.
See also:  Onde Comprar Celular Barato Em Manaus?

Se quiser fazer o máximo de dinheiro possível, venda os livros sozinho pela internet: por velocidade e conveniência, ofereça os livros aos sebos. -Dê os livros a amigos que gostariam deles. ​ Analise os livros e coloque adesivos na capa para marcar o nome da pessoa que os apreciaria. Não reabastecer a casa com coisas inúteis Pode parecer óbvio, mas não adianta se livrar de coisas velhas e inúteis se você tem o hábito de obter mais delas. Se você é consumista, saiba que além de gastar dinheiro à toa você só vai estar gerando mais trabalho para o seu eu futuro, que terá que lidar com as suas tralhas daqui a alguns anos quando elas não tiverem mais valor algum.

  • Ao invés de comprar tudo que você ache legal, tente fazer algumas daquelas perguntas que citei antes.
  • Vai ter utilidade real? Posso vender depois e recuperar um pouco do dinheiro? Estou comprando por impulso? Já tenho algo com utilidade semelhante? Tente focalizar as suas compras para coisas realmente úteis, que você realmente esteja precisando ou que vá usar muito.

Livre-se daquelas compras estilo “vou usar quando tiver uma formatura” ou “quando eu viajar para o caribe esse pé de pato cairá como uma luva”.

  1. Espero muito que este texto tenha validade para você e que você consiga colocar em ordem seus livros e o que mais tiver de “tralha” em sua casa.
  2. Precisando de uma ajudinha no processo já sabe, basta nos enviar um e-mail: com fotos do ambiente a ser organizado que teremos o maior prazer em lhe atender 🙂

: DESCARTE DE LIVROS, COMO FAZER, POR QUE E ONDE?

Como descartar borracha escolar?

Basta se cadastrar gratuitamente no site TerraCycle, juntar os resíduos de qualquer marca e enviar sem custo pelo correio. Quem se cadastra pode formar um time de coleta com outras pessoas em casa, na empresa, na escola ou com um grupo de amigos.

Como reciclar o material escolar?

27 Janeiro 2014 | Por Fernanda Fernandes Reaproveitar o material usado no ano anterior não só é uma maneira de economizar dinheiro, mas também de fazer uso racional dos recursos naturais. Conversar com a criança e o jovem sobre a importância social e ambiental de reutilizar de forma criativa os produtos é formar cidadãos conscientes, além de ser uma divertida oportunidade de integrar a família.

  • É muito comum que, ao término do ano letivo, o aluno não tenha usado todas as folhas de um caderno, por exemplo.
  • E então, no ano seguinte, hora de comprar um novo, certo? Errado.
  • É preciso considerar outros fatores ao deixar de lado materiais que ainda podem ter serventia.
  • Segundo dados do relatório Países Ricos, Pobre Água, da organização sem fins lucrativos WWF (World Wildlife Foundation), para fazer uma folha de papel de tamanho A4, por exemplo, são consumidos cerca de dez litros de água.

Esse consumo pode ser associado às folhas em branco do caderno. Quanto ao lápis, de acordo com a Faber-Castell, empresa que fabrica produtos voltados a escrita, uma árvore leva aproximadamente 15 anos para crescer e ser utilizada para a produção dos lápis! Portanto, fique atento: em tempos de sustentabilidade, reaproveitar é a palavra de ordem.

A manutenção garante o reaproveitamento Para garantir a durabilidade de certos itens e seu consequente reaproveitamento, alguns cuidados básicos devem ser tomados ao longo do ano letivo. Mochilas e estojos, por exemplo, devem ser limpos com frequência. Dessa forma, os materiais que estão dentro deles também vão ficar limpos.

Outra dica é manter tudo organizado: lápis nos estojos, livros encapados, colas e tintas tampadas. Assim, será bem mais fácil garantir que estejam em boas condições de uso e sejam conservados por mais tempo. Com cadernos, lápis, estojos e outros materiais escolares em bom estado, é só soltar a criatividade e customizá-los, para que fiquem com aparência de novos e – mais que isso – personalizados.

  • Para ajudar, seguem algumas dicas para pais, familiares e professores trabalharem com crianças e jovens: Cadernos com folhas em branco A primeira sugestão é retirar as folhas com conteúdos importantes e arquivá-las em uma pasta.
  • Depois, você pode encapar o caderno com o papel de sua preferência, colocar adesivos, fazer colagens com ilustrações e recortes de jornais e revistas ou mesmo com desenhos feitos à mão.

Dica: se sobrarem poucas folhas em branco no caderno, também é possível retirá-las da espiral e reuni-las em uma mesma encadernação, utilizando uma espiral menor. Lápis descascado Encape-os com papel contact e, depois, cole adesivos coloridos com algum tema de que o aluno goste.

  1. Vale também apostar em colagens e fitas ou, ainda, pintar com as tintas que possam ter sobrado.
  2. Borracha suja Uma borracha velhinha pode ser limpa com álcool e já estará nova para uso.
  3. Régua velha As réguas que estiverem com aspecto desgastado podem “ganhar vida” com a aplicação de adesivos, pinturas etc.

Estojo Pintar os estojos do ano anterior com tinta para tecido é uma boa estratégia para esconder os pequenos estragos do objeto. Outra dica é costurar pedaços de tecidos variados ou produtos de pintura, para personalizá-lo com desenhos feitos à mão. Mochila Uma opção bem econômica para mudar o visual das mochilas é costurar patches, pequenos emblemas, geralmente bandeiras ou desenhos, feitos em pano e linha.

Onde vender livros para reciclagem?

O www.estantevirtual.com.br hoje conta com quase 750 mil pessoas cadastradas e 7 milhões de títulos. Dentre os cadastrados, encontram-se sebos, leitores que querem vender os seus livros usados, além de pessoas ávidas por obras raras ou muitas vezes esgotadas nas livrarias.

Onde vender livros para reciclar?

Doar – Você pode fazer uma grande diferença na vida de outras pessoas por meio da doação de livros. Bibliotecas, ONGs, instituições filantrópicas, empresas e lojas são alguns dos locais que aceitam doações de livros. Doe também para cooperativas e barracões de reciclagem, para a coleta seletiva da sua cidade, associação de catadores, ou para catadores de material reciclável que costumam passar pelo seu bairro.

Pense em algum amigo que adoraria um livro seu. Coloque o nome do amigo na capa e de como presente. Assim parece mais um presente do que uma tentativa de se livrar dos livros. Apenas diga aos seus amigos algo do tipo “Isso me fez pensar em você” ou “Eu sabia que você adoraria essa obra”. Eh Aqui A instituição recebe doações de livros de qualquer espécie e quantidade.

Podem ser doados ao Ehaqui livros antigos, recentes, novos e usados, para público infantil, juvenil e adulto. A instituição recebe os materiais e repassa para bibliotecas de ONGs, escolas e outras instituições parceiras que trabalham com populações em situação de vulnerabilidade social. Onde Doar Livros Didáticos Em Manaus

Igrejas Muitas igrejas recebem livros para doar para pessoas carentes. Faça uma caixa de livros grátis

Descubra um local onde as pessoas esperam – uma lavanderia, um hospital, uma sala de espera, a parada do ônibus e coisas do gênero. Coloque uma caixa dizendo “Livros Gratuitos” em sua rua. No trabalho ou na escola, coloque uma caixa dizendo “Troca Gratuita de Livros” em uma área de alimentação ou alcova.

Onde descartar livros didáticos usados DF?

Além das caixas de coleta, localizadas ao lado das duas estantes já instaladas no Fórum de Brasília, a maioria dos Fóruns do DF dispõe de unidades da Biblioteca que estão recebendo as doações de livros. Outros fóruns recebem os livros nos respectivos postos de diretoria.