Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020?

Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020
19/03/2020 18h12 Em continuidade à campanha de arrecadação de livros da Prefeitura de Manaus, o Fundo Manaus Solidária recebeu, nos últimos dias, duas grandes doações de exemplares arrecadados por organizações parceiras. A campanha inspirou as equipes da Guarda de Nossa Senhora de Nazaré, da Igreja de Nossa Senhora de Nazaré, em Manaus, e da Casa Vhida, que demonstraram o apoio à iniciativa por meio do gesto de solidariedade. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 A campanha visa a realização da 6ª Feira de Livros, programada para acontecer no dia 25/4, no parque Ponte dos Bilhares, zona Centro-Sul, coordenada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e que tem como madrinha a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

  • Realizada na última sexta-feira, 13/3, a doação da Guarda de Nossa Senhora de Nazaré, da igreja de Nossa Senhora de Nazaré em Manaus, contou com a mobilização interna, divulgação nas redes sociais e contribuição de familiares e amigos para a arrecadação dos exemplares.
  • Nesta quinta-feira, 19/3, a Casa Vhida, instituição que atua no apoio à criança com HIV, também realizou a doação de livros para a campanha.

“Nós recebemos muitas doações para o nosso bazar e achamos que seria importante também contribuir para a ação da Prefeitura de Manaus. O Fundo Manaus Solidária é nosso parceiro e acreditamos que é justo nós fazermos parte dessa corrente do bem de levar a cultura por meio da leitura às crianças e adolescentes da cidade”, comentou a coordenadora da organização, Hérica Amorim.

A população pode realizar a doação direta de exemplares novos ou usados em um dos cinco pontos de coleta: na sede da Semmas (Vila da Prata), parque Ponte dos Bilhares (Chapada), parque Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho (Japiim), Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e Fundo Manaus Solidária.

Além de contabilizados, os livros são separados por áreas de conhecimento, para que possam ser distribuídos no dia da feira. O objetivo é dobrar o número de exemplares arrecadados em 2019, quando foram coletados e distribuídos 18.205 títulos. — — — Texto – Daniel Brito / Fundo Manaus Solidária Fotos – Marinho Ramos / Semcom Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmM4FQLP

Onde descartar livros escolares usados Manaus?

14/02/2022 18h08 O Parque Municipal Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho, popularmente conhecido como “Lagoa do Japiim”, será o primeiro ponto de coleta de livros usados, da Prefeitura de Manaus. Ele estará à disposição para receber doações a partir da próxima sexta-feira, 18/2, de 8h às 16h. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Localizado na avenida Rodrigo Otávio, bairro Japiim, zona Sul de Manaus, o parque começará a receber os primeiros livros para a 6ª edição da Feira de Livros de Manaus, que vai ocorrer em alusão ao Dia Nacional do Livro, comemorado no dia 18 de abril.

  • A ação, coordenada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), será levada para outras unidades da prefeitura nas próximas semanas, segundo informou o titular do Órgão Ambiental do município, Antonio Stroski.
  • A secretaria não realiza essa ação desde 2020, por conta da pandemia, portanto, vamos reativá-la pois tem muita gente querendo doar e também têm muitas pessoas querendo receber os livros.

O primeiro ponto será na Lagoa e vamos preparar outras unidades da Semmas para colocar à disposição da população que queira doar livros, claro, em bom estado”, explicou Stroski. Na última ação de coleta de livros, em 2019, a Semmas chegou a receber mais de 18 mil títulos.

A nossa expectativa é de superar esse número, afinal, muita gente não conseguiu doar por conta da covid-19 e se tudo der certo, principalmente avaliando o cenário de pandemia, vamos realizar a sexta edição da feira”, informou o secretário da Semmas. Orientação O gestor do parque “Lagoa do Japiim”, Diego Pacheco, reforçou que os livros ou revistas a serem doados devem estar em bom estado de uso.

“Livros, revistas, apostilas, entre outros títulos, têm que estar em bom estado. Futuramente esse material será usado por outras pessoas, que buscam alternativas para estudar e se capacitar. Portanto, vamos fazer uma triagem de todo material recebido”, finalizou Diego.

Onde aceita doação de livros em Manaus?

Os livros podem ser doados no Fundo Manaus Solidária, Casa Civil, Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e Procuradoria Geral do Município (PGM), situados na sede da Prefeitura de Manaus, na Compensa.

Onde posso conseguir doação de livros?

A Biblioteca Nacional mantém um serviço de intercâmbio com outras instituições para doação das duplicatas do acervo e permuta de publicações da própria Biblioteca e de órgãos oficiais brasileiros.

Como descartar livros de escola?

Material escolar velho: descarte correto – Se na sua casa existe aquela pilha de livros e apostilas que não tem como aproveitar, baixe o app Cataki e entre em contato com um catador. Ele vai até sua casa buscar todo tipo de material reciclável. Se na sua cidade não tiver disponível, você pode levar a um ecoponto ou a um Supermercado, como o Pão de Açúcar, que tem ponto de coleta de recicláveis.

  • O site eCycle ajuda na hora de encontrar o ponto.
  • O Terra Cycle em conjunto com a Faber Castel tem um projeto de recolher materiais de escrita para reciclagem,
  • Basta você encontrar um ponto de coleta espalhado pelo Brasil para descartar canetas e lápis usados ou montar um time.
  • A partir de 5kl, épossível fazer o envio do material.

Bibliotecas e escolas também conseguem fazer o descarte correto de material. Consulte a escola de seu filho ou outra instituição próxima que faça a coleta.

Onde posso pegar livros emprestados SP?

Sala de Leitura Infanto-juvenil – A Sala de Leitura Infanto-juvenil é um espaço de convivência voltado à formação de leitores. Horário de funcionamento: Terça a sexta, das 10h às 20h. Sábado e domingo, das 10h às 18h. Aos feriados em finais de semana, das 10h às 18h.

  1. Aos feriados em dias de semana a Biblioteca estará fechada.
  2. A entrada é permitida até 30 minutos antes do fechamento.
  3. Contato: 3397-4083 [email protected] Como frequentar as bibliotecas do Centro Cultural? Caso queira enviar uma pergunta para a equipe das bibliotecas do Centro Cultural São Paulo, escreva para [email protected] ou entre em contato pelo Instagram @bibliotecacentroculturalsp L eitores cadastrados podem emprestar até quatro livros identificados como disponíveis para empréstimo, sendo no máximo dois sobre o mesmo assunto.

Para se cadastrar e emprestar as obras do acervo, basta apresentar um documento original com foto e comprovante recente de endereço. Para informações mais detalhadas sobre o empréstimos de livros, clique aqui para conferir o regulamento.

As bibliotecas do Centro Cultural São Paulo não oferecem o serviço “Reservas” descrito no item 8 deste regulamento.Algumas bibliotecas têm regulamentos específicos. Consulte a página de cada biblioteca ou seção para informações mais detalhadas.

Os empréstimos podem ser renovados pessoalmente ou pelo catálogo eletrônico, Nessa página, o usuário deverá entrar com o seu número de matrícula e senha de acesso. Se ainda não possuir senha, poderá escolher a opção “Primeiro acesso” para realizar o cadastro e receber por e-mail uma senha provisória. O álcool em gel estará disponível no local. Clique aqui para receber ou cancelar os envios de boletins informativos da programação do Centro Cultural São Paulo Copyright Centro Cultural São Paulo | Rua Vergueiro 1000 – CEP 01504-000 – Paraíso São Paulo – SP | [email protected]

Onde posso fazer doação de livros em Belém?

Biblioteca pública paraense recebe doação de livros, DVDs, CDs e brinquedos No início do ano, é comum que as pessoas façam uma lista de resoluções para o novo período e uma grande arrumação na casa. Dessa reorganização, algumas coisas podem parecer sem finalidade, como CDs, DVDs, livros e gibis.

  • E o que fazer com esses objetos? Em Belém (PA), a Biblioteca Pública Arthur Vianna, também conhecida como Centur, recebe doações desses artigos.
  • O que é doado ou é incluído no catálogo do próprio local ou é destinado para bibliotecas comunitárias da capital paraense e também de outros municípios do estado.

A escritora paraense Bruna Guerreiro, 41 anos, é uma dessas pessoas que percebeu que, depois de uma bela arrumação na casa, tinha um excesso de objetos que ela queria que fossem aproveitados por outra pessoa. Foi quando ela decidiu, junto com seu filho Carlos Guerreiro Pardo, de 5 anos, doar o que não lhes servia mais.

  1. Eu tinha em casa vários DVDs e CDs, mais do que livros.
  2. E como eu soube que o Centur tinha Fonoteca e área de audiovisual, imaginei que eles aceitariam doações lá.
  3. Nós telefonamos, e eles confirmaram e disseram onde nós deveríamos nos dirigir”, conta.
  4. As doações podem ser realizadas de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h, na portaria do subsolo da Fundação Cultural do Estado do Pará – Biblioteca Arthur Vianna, localizada na Avenida Conselheiro Furtado, 1361, entre Quintino Bocaiúva e Travessa Rui Barbosa, em Belém.

As entregas devem ser embaladas e identificadas com o nome, telefone ou e-mail do doador. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Carlos Guerreiro Pardo, de 5 anos, visitando pela primeira vez a biblioteca pública depois de ter doado livros, DVDs e CDs junto com a mãe, a escritora Bruna Guerreiro (Foto: Arquivo pessoal) Além de tornar útil um objeto que estava esquecido na estante, Bruna relata que a biblioteca trabalha em parceria com outras instituições, o que também é um ato engrandecedor, principalmente por saber que há lugares no Pará em que o acesso à educação é mais difícil devido às distâncias geográficas.

  • Eu realmente recomendo que outras pessoas façam o mesmo.
  • Fiquei bem impressionada com essa questão dos livros que eles passam para outras instituições do interior que possam ter mais necessidade desse acervo do que eles.
  • Eu gostei muito da experiência, fui muito bem recebida pelo funcionário que me atendeu”, comenta.

Outro ponto que a escritora gostou bastante foi sentir a valorização dos artistas do Pará pela instituição. “Eles dão prioridade para autores paraenses. Então, se você estiver procurando autores paraenses, vá na Biblioteca do Centur, porque ela é forte essa área.

  1. Eu, como autora paraense, levei nesse mesmo dia que estava levando doações exemplares dos meus livros, e ele disse que esses ficariam lá, na parte de autores paraenses”, conta.
  2. O espaço conta com biblioteca, fonoteca e brinquedoteca para crianças, tudo oferecido de forma gratuita.
  3. No dia da doação, Bruna levou seu filho Carlos para conhecer o local e também brincar.

“O meu filho gostou muito de ir lá. A gente falou que ele ia na biblioteca e foi a primeira vez que ele foi em uma biblioteca pública. Ele ajudou a carregar um pouquinho. Depois saímos desse departamento que recebe as doações para a brinquedoteca e a biblioteca infantil com ele e e ele adorou.

O espaço lá está muito arrumado, muito bonito. Essa parte infantil está linda”, diz. Socorro Baia, coordenadora da biblioteca, trabalha há 20 anos no local e explica que a maioria dos livros doados é de literatura. Ela também conta que um dos objetivos é sensibilizar para que mais pessoas doem livros para bibliotecas e possam ampliar o acesso da população a esses bens culturais.

“É de muita valia para as pessoas que frequentam bibliotecas e querem diversos tipos de gêneros literários”, ressalta. Edição: Vivian Fernandes : Biblioteca pública paraense recebe doação de livros, DVDs, CDs e brinquedos

O que fazer com material escolar?

Pais acumulam em casa material produzido desde a pré-escola.Algumas escolas têm boas iniciativas para reaproveitar livros didáticos. – Marina Franco e Vanessa Fajardo Do G1, em São Paulo Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 João Victor, aluno do 4º ano, mostra pilha de material produzido desde a pré-escola (Foto: Caio Kenji/G1) Todos os anos as escolas encaminham aos pais o material produzido pelos filhos durante o ano letivo. São desenhos, artesanato, exercícios, lições e uma infinidade de material que muitas vezes não tem como ser armazenado em casa.

  • Outros itens que também costumam ficar sem destino no fim de cada ano são os livros didáticos.
  • O G1 ouviu educadores para dar dicas aos pais de como eles podem aproveitar estes materiais.
  • No primeiro ano, fiquei com um pouco de dó (de jogar fora) e guardei muita coisa, mas depois passei a doar e a reciclar” Mônica Vegas Ferreira, mãe de João Victor Quando acaba o ano letivo, Mônica Vegas Ferreira separa os livros didáticos usados por seu filho, João Victor, que está no 4º ano do colégio Oswald de Andrade, em, para doá-los para outras escolas e instituições filantrópicas com bibliotecas.

Mas costuma guardar os materiais mais marcantes do filho, como seus primeiros cadernos de português e matemática, trabalhos de artes ou presentes confeccionados para o dia das mães e dos pais, além dos trabalhinhos produzidos na pré-escola. “Costumo guardar algumas coisas num armário, outras uso de decoração para a casa, como uma escultura de argila que está na sala e uma peneira de palha que coloquei na varanda”, afirma Mônica. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Mônica Vegas Ferreira usa algumas produções do filho para decorar a casa (Foto: Caio Kenji/G1) Mas as lições em cadernos são jogadas fora. “Arranco as folhas usadas dos cadernos, coloco para reciclar e consigo reaproveitar as folhas que ficaram em branco”, afirma a mãe.

“No primeiro ano, fiquei com um pouco de dó e guardei muita coisa, mas depois passei a doar e a reciclar.” No final de cada ano ela aproveita para rever o material guardado e se desfazer de mais itens. Depois de falar com a reportagem, disse que também descartou alguns materiais. Luciana Fevorini, diretora do Colégio Equipe, em São Paulo, diz que os trabalhos são importantes porque são o registro do processo de aprendizado da criança, por isso o ideal não é descartá-lo completamente.

“Como educadora digo que vale a pena guardar. Uma boa forma é selecionar os trabalhos junto com a criança e guardar o que for mais significativo seja para mãe ou para a criança. A cada mudança de ciclo, ou ano, vale refazer a seleção.” A recomendação é selecionar os trabalhos, no mínimo, um ano depois, para deixar passar a emoção e separá-los de forma mais racional. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Acervo de João Victor tem apostilas, desenhos e até bonecos de argila (Foto: Caio Kenji/G1) Digitalizar os trabalhos A dica bibliotecária Maria Aparecida Dias do Colégio Rio Branco, unidade Granja Viana, é digitalizar os trabalhos mais importantes, o que permite manter o acervo sem ocupar espaço.

Ana Claudia Esteves Correa, orientadora educacional do ensino fundamental dois da Stance Dual, em São Paulo, afirma que a escola sugere que os pais guardem o material de um ano para outro, pois pode servir de consulta. Depois deste período cabe a família decidir o destino. “Muitas famílias fazem uma seleção dos trabalhos que marcam o desenvolvimento de etapas da criança.

A escola não vai fazer uso do material de novo, por isso muitas famílias dispensam. É uma opção de cada um”, diz Ana Claudia. Na Stance Dual, os alunos dos 6º e 7º anos usam os cadernos por dois anos. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Samanha Seuz seleciona os trabalhos dos filhos para depois mostrar como evoluíram (Foto: Samanha Seuz/ Aquivo pessoal) Seleção dos trabalhos Este é um dos critérios de seleção de Samantha Matins Seuz, mãe dos gêmeos Sabrina e Gabriel, no 7º ano do colégio Rio Branco.

“Guardo os trabalhos um pouco mais elaborados. Às vezes eles fazem livrinhos, em que escrevem historinhas e desenham. Então eu guardo para eles verem depois como evoluíram”, diz Samantha. Para ela, o fato de os alunos não escreverem mais nos livros didáticos aumenta a chance de reaproveitamento deste material.

“Antigamente eu apagava o que estava escrito e doava alguns, mas outros não tinham condição e jogava fora. Mas agora que eles não escrevem mais no livro ficou melhor, então até tomo o cuidado de encapá-los para que fiquem em melhor estado de conservação e depois faço doação para escolas públicas”, conta. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Troca de livros no Colégio Equipe (Foto: Sérgio Furman/ Divulgação Colégio Equipe) Reaproveitamento dos livros Alguns colégios têm iniciativas que estimulam o reaproveitamento dos livros didáticos. Na Escola Stance Dual, ao fim do ano letivo todos os alunos doam seus livros para a escola.

See also:  O Que Se Sabe Sobre A Nova Cepa De Manaus?

As obras são vendidas em uma feirinha montada pela escola por preços simbólicos que variam entre R$ 15 e R$ 20 – um novo pode custar até R$ 120. Todo o dinheiro arrecadado é revertido para uma ONG que atende deficientes visuais. “A feirinha é antiga e tem adesão total dos alunos, há uma consciência ambiental e social.

Com ela, reforçamos valores do consumo consciente e da sustentabilidade. As crianças usam os livros umas das outras sem nenhum problema”, afirma Ana Claudia Esteves Correa. Além do mais, ver que o dinheiro é bem empregado estimula a participação dos alunos, segundo Ana Claudia.

No Colégio Equipe, os pais entregam os livros didáticos na biblioteca da escola e recebem um “vale”. Uma vez por ano há uma feira em que as pessoas que doaram podem retirar os títulos que lhe interessam. Se houver sobra, mesmo quem não doou também pode se beneficiar. “Se tem mais de uma pessoa querendo o mesmo livro, fazemos um sorteio.

Durante o ano, incentivamos os alunos a não escreverem nos livros para que ele seja reutilizado e não se torne descartável. Mas há também a troca informal de livros entre os alunos, principalmente os do ensino médio”, diz Luciana Fevorini. Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 Produção antiga pode servir para comparar a evolução do aluno, diz educadora (Foto: Caio Kenji/G1) A unidade Granja Viana do Colégio Rio Branco, em Cotia, na Grande São Paulo, fez pela primeira vez uma campanha para reaproveitar os livros didáticos. Os alunos doaram para a biblioteca as obras que usaram durante o ano letivo e não iriam mais utilizar e, na mesma ocasião, já retiravam os que os interessava, referente ao ano seguinte.

Se os títulos que procuravam não estavam disponíveis, o registro era feito e a bibliotecária entrava em contato assim que os livros chegassem. Foram doados cerca de 500 livros, e 400 foram retirados. “A maioria dos livros estava bem conservado, recebemos alguns impecáveis, outros precisaram ser restaurados.

A adesão foi muito boa, os pais vibravam quando viam que tínhamos o livro que o filho precisava e não houve qualquer rejeição por parte das crianças em reutilizar um livro usado”, afirma Maria Aparecida Dias, bibliotecária do Rio Branco. : Saiba o que fazer com os trabalhos escolares antigos do seu filho

Como faço para vender livros usados?

Como vender livros usados – A venda de livros já é uma prática que acontece há muito tempo e ainda não saiu de moda. Mesmo com as novas tecnologias que oferecem diversificação e recursos para um novo hábito de leitura, as vendas de livros usados ainda vão continuar por muito tempo.

  • Contudo, é preciso entender que as inovações são aliadas dos negócios, e para os vendedores de livros usados não seria diferente.
  • Existem duas maneiras eficientes e bastante utilizadas para vender livros: por lojas físicas ou na internet.
  • As livrarias especializadas em usados, chamadas de sebos, já são conhecidas do público que consome o livro físico e busca pelo reaproveitamento de livros.

Outra possibilidade de vendas é por meio dos diferentes canais de venda online, ou seja, vender pela internet. Esses tradicionais espaços físicos ainda são bastante requisitados por consumidores diversos. Isso porque é um espaço onde se encontra uma diversidade muito grande de autores, títulos e muito mais.

Muitos livros que não foram digitalizados ou não são mais impressos só podem ser encontrados nesses espaços. Para tanto, é preciso buscar por essas lojas para que os livros que você deseja vender sejam anunciados. Por mais que não existam mais tantas livrarias no formato de sebinho, as poucas unidades disponíveis estão sempre buscando por exemplares usados.

Mesmo que os livros sejam usados, eles precisam estar em bom estado para que possam ser comprados por sebos e revendidos para outros leitores. Portanto, é preciso garantir que estejam com boa estética e estrutura de qualidade. Os preços podem variar bastante de acordo com a relevância dos livros, disponibilidade de novos exemplares e por autor.

  • Fazer uma pesquisa antecipada sobre essas características é uma boa maneira de saber como precificar corretamente o seu livro usado.
  • Quando falamos em venda nos espaços físicos, o mais indicado é buscar pelos sebinhos, já que eles costumam atrair um número maior de visitantes.
  • Contudo, as tradicionais feirinhas e os conhecidos bazares também oferecem a possibilidade de uma pessoa levar seus livros usados e deixá-los expostos para quem quiser comprá-los.

Atualmente, além das possibilidades apresentadas anteriormente, a maneira mais eficiente de vender livros é por meio dos diversos canais digitais que estão disponíveis para essa função, bem como para a venda de outros produtos. Vamos mostrar algumas dessas opções abaixo.

O que fazer com livros didáticos desatualizados?

Comissão aprova projeto que obriga editoras a destinarem livros desatualizados de Direito para reciclagem. A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 624/20, que obriga as editoras de livros de Direito a destinarem para a reciclagem as obras desatualizadas não comercializadas.

Como ganhar livros gratuitos das editoras 2022?

A biblioteca digital também conta com títulos em PDF para download gratuito Onde Doar Livros Escolares Usados Em Manaus 2020 A Fundação Rosa Luxemburgo – Brasil e Paraguai disponibiliza, gratuitamente, mais de 2 mil livros físicos em outubro, no mês dos professores. Para solicitar, os leitores devem acessar a biblioteca digital do site da Fundação, selecionar o título desejado, preencher o cadastro e aguardar.

  • O livro será enviado gratuitamente e sem nenhum custo adicional para o endereço solicitado.
  • A ação visa estimular a leitura e o pensamento crítico.
  • Além dos livros físicos, estão disponíveis na biblioteca digital mais de 80 títulos em PDF para download gratuito e livre.
  • Atenção: se o botão “Solicitar livro grátis” não estiver mais disponível nos posts dos livros listados abaixo, significa que acabaram os estoques.

Esgotado s *:

Energia renovável em comunidades no Brasil : conflitos e resistências – por Fabrina Furtado Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Estrutura de poder no trânsito, A Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Rosa Luxemburgo e a reinvenção da política: uma leitura latino-americana – por Hernán Ouviña Livro físico esgotado! Disponível em PDF.

Adultos na sala: Minha batalha contra o establishment – por Yanis Varoufakis – Livro físico esgotado! Atravessando fronteiras – Da guerrilha urbana na Alemanha ao trabalho comunitário nas favelas brasileiras – por Lutz Taufer – Livro físico esgotado! Calibã e a bruxa: mulheres, corpo e acumulação primitiva – por Silvia Federici – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Cidade Inteligente, A – por Evgeny Morozov, Francesca Bria Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Cultura é Livre, A – por Leonardo Foletto – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Energía en América Latina: de negócio a lo común – por Fabrina, Furtado e Elisangela S. Paim – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. E os Fracos Sofrem O Que Devem? – por Yanis Varoufakis – Livro físico esgotado! Interseccionalidade – por Patricia Hill Collins e Sirma Bilge – Livro físico esgotado! Mobilidade Antirracista – org por Daniel Santini, Rafaela Albergaria e Paíque Duques Santarém – Livro físico esgotado! Olhares negros: raça e representação – por bell hooks – Livro físico esgotado! Passe Livre: as possibilidades da tarifa zero contra a distopia da uberização – por Daniel Santini – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Patriarcado do salário, O – por Silvia Federici – Livro físico esgotado! Pinturas de Guerra – por Ángel de la Calle – Livro físico esgotado! Ponto zero da revolução: trabalho doméstico, reprodução e luta feminista, O – por Silvia Federici – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Resistência e Re-Existências – Org. Elisangela Soldateli Paim – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Tarifa zero – A cidade sem catracas – por Lucio Gregori, Chico Whitaker, José Jairo Varoli, Mauro Zilbovicius e Márcia Sandoval Gregori Livro físico esgotado! Sobre a Constituinte e o governo provisório – por Rosa Luxemburgo Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Uneafro Brasil 12 anos de luta – Livro físico esgotado! Vozes Insurgentes de mulheres negras – Org. Bianca Santana – Livro físico esgotado! Disponível em PDF. Xondaro – por Vitor Flynn Paciornik Livro físico esgotado! Disponível em PDF.

*Os títulos estão disponíveis enquanto durarem nossos estoques. * * Disponível para o território Brasileiro. *** Por título, será liberado um livro por pessoa.

Como ganhar livros de graça na Amazon?

Como conferir a lista de títulos grátis na Amazon? – Para fazer sua pesquisa em busca de novidades gratuitas no site da Amazon é bem simples. Basta você acessar: amazon.com.br/ebooksgratuitos, Lá, você encontra as mais diversas variedades de livros, HQ’s, mangás, livros de auto ajuda e muito mais.

É crime jogar livro escolar fora?

Livros escolares são encontrados no lixo em cidade de SP 27 out 2009 – 09h57 (atualizado às 10h03) Cerca de 1,5 mil livros escolares foram encontrados dentro de uma caçamba de lixo em Ribeirão Preto, cidade localizada a 313 km de São Paulo. Os cadernos de exercício do aluno, distribuídos pela rede estadual de educação de São Paulo, estavam ao lado da escola Eugênia Vilhena de Moraes, na Vila Virgínia.

See also:  O Que Significa Zona Franca De Manaus?

Foram encontrados livros de diferentes disciplinas como matemática, português, geografia, filosofia e sociologia. As informações são do jornal Folha de S.Paulo, A maior parte dos livros foi encontrada solta dentro da caçamba. Entretanto, também havia exemplares com embalagens fechadas e informações como nome e endereço da escola na etiqueta.

Segundo o jornal, os funcionários da escola disseram à Polícia Civil que parte dos livros pertencia à escola, mas não souberam explicar como o material foi parar no lixo. Os livros foram encontrados pela polícia após denúncia anônima. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram um catador de papel recolhendo o material e moradores da região indignados com o desperdício.

Ainda segundo o jornal, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Educação negou que funcionários da escola tenham jogado o material no lixo e disse que será aberta uma investigação.De acordo com a polícia, o responsável por jogar os livros no lixo pode ter que responder pelo crime de dano ao patrimônio público, com pena de três meses a três anos de prisão. +

: Livros escolares são encontrados no lixo em cidade de SP

Pode jogar livro fora?

Ao final de cada ano, surge uma dúvida muito comum: o que fazer o com os livros didáticos danificados ou fora da validade? A cada conclusão do ciclo de atendimento, os livros didáticos passam a fazer parte do acervo da escola. Com o apoio da secretaria de educação, a escola tem a responsabilidade de decidir o destino desse material.

Pensando em sustentabilidade ambiental e social, o FNDE recomenda que sejam desenvolvidas ações de reciclagem para reaproveitamento dos livros ou descarte do material impossível de ser reutilizado. É importante conhecer a legislação do PNLD e as definições locais da sua rede de ensino sobre o descarte desses materiais.

Pode ser que exista uma política de desfazimento específica em sua região. Lembramos que as ações voltadas para a sustentabilidade estão dentre os fundamentos do Programa. A doação de livros à comunidade possibilita que outras pessoas possam aprender com o apoio dos livros didáticos.

Portaria nº 331 /2014 – SME – Uso, Conservação e Desfazimento dos Livros do PNLD – Município de Fortaleza/CE Resolução SE-83/2013 – Desfazimento Livros Didáticos – Estado de São Paulo Portaria nº 321/2012- Desfazimento Livros Didáticos – Estado do Rio Grande do Norte Portaria nº 882/2014 – Desfazimento de Livros Didáticos – Estado da Paraíba Instrução Normativa nº 15/2015 – Desfazimento Livros Didáticos – Estado do Tocantins Instrução Normativa nº 01/2017 – Desfazimento Livros Didáticos – Estado do Paraná Decreto nº 29.243/2013 – Desfazimento Livros Didáticos – Estado de Sergipe

Como fazer o descarte de livros?

DESCARTE DE LIVROS, COMO FAZER, POR QUE E ONDE? Não sei se já comentei por aqui, mas um dos meus gatilhos para começar a viver o Minimalismo foi a descoberta do Livro “A Arte Japonesa de Colocar Ordem na Sua Casa e na Sua Vida” escrito por Marie Kondo. E é sobre isso que eu quero lhe falar hoje!! Descobri este livro pois precisava “destralhar” alguns armários aqui de casa e adivinha o que justamente havia dentro deles? LIVROS!!! E foi comprando este livro que redescobrir o motivo de manter em casa o que eu tenho em casa nos dias de hoje. Como o assunto de hoje é livros, as técnicas acima nos serviram somente até o item 7, as dobras eu posso ensinar em um outro post se quiserem. Seguindo o passo a passo acima não tem como errar, sei que pode parecer estranho de pensar se um objeto te traz ou não alegria, mas pratique o exercício, te garanto que você sentira quando ele trouxer, e isso te ajudará no restante do processo.

  1. Se isso tudo ainda não te convenceu, vou listar alguns motivos do porque devemos descartar coisas que ficam só ali tomando pó.
  2. Livrar-se de coisas que perderam a sua utilidade tem uma porção de benefícios.
  3. Ocupa menos espaço físico Não tem mistério: coisas ocupam espaço.
  4. No seu armário, nas suas gavetas, embaixo da cama, na garagem ou naquele depósito onde todo mundo coloca suas tralhas: sempre há um espacinho a mais que pode ser aberto se você se desapegar do que não tem mais utilidade.

Seu guarda-roupas, seu quarto ou até a sua casa podem ficar maiores. – Ocupa menos espaço mental Coisas preocupam. Elas precisam ser movidas de um lugar para outro. Coisas pegam pó e precisam ser limpas. Coisas apodrecem, estragam, se perdem e precisam ser conservadas.

Coisas ocupam espaço que poderia ser seu. Quanto menos coisas, menos preocupações desse tipo na sua vida. – Pode ser dinheiro parado A maioria das suas tranqueiras não deve ter valor nenhum, mas algumas têm. Se uma tranqueira tem valor, mas não é usada nunca, você está escolhendo deixar o seu dinheiro parado.

Escolhendo esquecer que esse dinheiro existe. Faça um favor para você mesmo: venda o que tem valor. Essas coisas que você não usa, quando vendidas, trazem um orçamentinho extra pro seu bolso que pode ajudar a financiar outras coisas. Como sei que uma parte das pessoas vão precisar de uma ajudinha para iniciar esse processo, separei um Quiz para te ajudar, vamos lá? Obs: o “livre-se” que falo abaixo significa jogar fora, vender ou doar. Nada deve escapar de uma destas três alternativas.1.

Você sabe o que é? -Sim! Pule para a pergunta 2. -Não. Livre-se. Se você sequer sabe o que é a coisa na sua frente, pode se livrar dela sem medo. A única exceção é se a coisa parecer ter valor, tipo um objeto bizarro de prata ou algo assim.2. Funciona? -Sim! Pule para a pergunta 5. -Não. Se for consertado, tem valor monetário? Sim! Venda.

Não. Livre-se.3. Tem valor sentimental? Pergunta complicada. A maioria das pessoas vai confundir valor sentimental com nostalgia. Quase tudo vai trazer lembranças do passado, muitas vezes boas, mas nem tudo tem real valor sentimental. Uma coleção de tazos que você montou quando tinha 10 anos vai trazer ótimas memórias, mas é bem diferente de uma lembrancinha que aquele parente falecido deu pra você, ou alguma coisa que você costumava brincar/ouvir/assistir com aquela pessoa especial com quem você perdeu contato.

Tente ser frio, duro com você mesmo, e pensar assim: Traz só uma nostalgia gostosa? Tire fotos e livre-se. Tem valor sentimental real? Se não ocupa muito espaço, guarde. Se ocupa, tire uma “amostra” ou tire fotos e depois livre-se.4. Ocupa muito espaço? – Não. Pule para a pergunta 5. – Sim! Dá pra tirar uma “amostra” da coisa? Sim! Tire uma amostra, livre-se do resto.

Não. Livre-se.5. É útil? Essa é mais uma pergunta complicada. Você vai olhar para a maioria das coisas, pensar que pode ser útil “um dia” e hesitar em jogar fora. Lembre-se que há uma diferença abissal entre “é útil” e “pode ser útil”. Usa todo dia, toda semana ou todo mês: Guarde. Agora que você já tem a sua “Pilha do Livre-se”, vamos ao que você pode fazer com esses livros ou outros objetos descartados, espero que esse post te inspire a fazer uma “limpa” em suas coisas. – Doe seus livros Doe livros para pessoas do mundo todo. Você pode fazer uma grande diferença na vida de pessoas desesperadas por alguns livros.

  • Você pode procurar vários sites de programas internacionais de doação de livros para descobrir quais o apetecem.
  • Você pode experimentar o Website do Programa Internacional de Doação de Livros.
  • A página lista instituições, organizações e programas de cidades/vilarejos que não têm outra forma de adquirir materiais educacionais e de leitura.

​​ – Doe livros para a biblioteca local ou para grupos de leitura. A maioria das bibliotecas tem vendas anuais de livros. Eles revenderão para angariar dinheiro para a biblioteca, e você pode receber uma nota fiscal para descontar no imposto de renda. Os livros doados devem estar em condição de revenda.

  • Se seus livros estiverem manchados, mofados, cheios de informações pessoais ou com páginas faltando, pode ser que eles não sejam aceitos.
  • Doe os livros para um brechó.
  • A maioria dos brechós possui seções de livros, e ficariam felizes em receber obras antigas, desde que as mesmas estejam em boas condições.

Verifique brechós em sua vizinhança para descobrir se eles precisam de livros velhos. Eles podem ficar mais propensos a aceitá-los se você também tiver roupas ou outros itens para doar. -Doe os livros para uma igreja. Muitas igrejas aceitam doações de livros, que são dados aos menos afortunados ou vendidos para angariar dinheiro para o estabelecimento.

  • – Doe os livros para unidades de medidas socioeducativas para adolescentes.
  • Em São Paulo, por exemplo, temos a “Fundação Casa” responsável pelo cumprimento dessas medidas que estão ajudando na recuperação desses jovens.
  • – Deixe seus livros “por aí”.
  • O BookCrossing é um website que permite que você registre seus livros e deixe-os em algum lugar próximo para que outros desfrutem dele.
  • – Faça uma caixa de “Livros Grátis”.

Descubra um local onde pessoas esperam – uma lavanderia, um hospital, uma sala de espera, a parada do ônibus e coisas do gênero. Coloque uma caixa dizendo “Livros Gratuitos” em sua rua. No trabalho ou na escola, coloque uma caixa dizendo “Troca Gratuita de Livros” em uma área de alimentação ou alcova.

Para vender os livros online, você terá de criar uma conta no website, fornecer informações básicas sobre a obra e esperar a chegada de um comprador interessado.

  • Venda livros didáticos (os que foram comprados, certo.?). Se você usou os livros recentemente, ainda pode ser possível vendê-los por uma fração do custo original deles. Você pode ligar para antecipadamente para a loja que lhe vendeu o livro para saber se isso é uma opção. Você provavelmente conseguirá vender os livros didáticos para a papelaria do campus de onde eles saíram. Talvez você tenha sorte e consiga vender os livros para uma livraria de um campus diferente.
  • Venda os livros para um sebo. Sebos normalmente compram ou trocam crédito por livros selecionados em boas condições. A maioria dos sebos venderá livros novos por metade do preço e pagará cerca de 15% do preço da obra em dinheiro, ou 20% em crédito de troca. A loja também olhará o valor do livro – portanto, caso você tenha analisado o preço da obra na internet, esse é o valor pelo qual o sebo esperaria vendê-la, e não comprá-la.

Se quiser fazer o máximo de dinheiro possível, venda os livros sozinho pela internet: por velocidade e conveniência, ofereça os livros aos sebos. -Dê os livros a amigos que gostariam deles. ​ Analise os livros e coloque adesivos na capa para marcar o nome da pessoa que os apreciaria. Não reabastecer a casa com coisas inúteis Pode parecer óbvio, mas não adianta se livrar de coisas velhas e inúteis se você tem o hábito de obter mais delas. Se você é consumista, saiba que além de gastar dinheiro à toa você só vai estar gerando mais trabalho para o seu eu futuro, que terá que lidar com as suas tralhas daqui a alguns anos quando elas não tiverem mais valor algum.

  1. Ao invés de comprar tudo que você ache legal, tente fazer algumas daquelas perguntas que citei antes.
  2. Vai ter utilidade real? Posso vender depois e recuperar um pouco do dinheiro? Estou comprando por impulso? Já tenho algo com utilidade semelhante? Tente focalizar as suas compras para coisas realmente úteis, que você realmente esteja precisando ou que vá usar muito.

Livre-se daquelas compras estilo “vou usar quando tiver uma formatura” ou “quando eu viajar para o caribe esse pé de pato cairá como uma luva”.

  1. Espero muito que este texto tenha validade para você e que você consiga colocar em ordem seus livros e o que mais tiver de “tralha” em sua casa.
  2. Precisando de uma ajudinha no processo já sabe, basta nos enviar um e-mail: com fotos do ambiente a ser organizado que teremos o maior prazer em lhe atender 🙂

: DESCARTE DE LIVROS, COMO FAZER, POR QUE E ONDE?

Como descartar livros desatualizados?

4 Formas de Se Livrar dos Livros Velhos Você pode ser um leitor ávido, mas uma pilha empoeirada de livros em seu quarto está começando a se tornar um problema. Você não tem coragem de jogar os livros fora, mas eles já não têm a mesma utilidade de antigamente. Para se livrar de livros antigos, você pode vendê-los, doá-los ou usar certos truques.

  1. 1 Doe livros para pessoas do mundo todo. Você pode fazer uma grande diferença na vida de pessoas desesperadas por alguns livros. Você pode procurar vários sites de programas internacionais de doação de livros para descobrir quais o apetecem. Você pode experimentar o, A página lista instituições, organizações e programas de cidades/vilarejos que não têm outra forma de adquirir materiais educacionais e de leitura.
    • Escolha a partir de índice geográfico, ou consulte a seção internacional, que lista agências muito grandes que coletam e redistribuem para muitos países.
    • Temas, línguas e nível de livros requisitados são listados, além de informações de contato. Entre em contato com eles primeiro, para garantir que tais associações precisem de seus materiais. Para envios internacionais, você precisará consultar a Agência Local de Correios para saber como proceder.
  2. 2 Doe livros para a biblioteca local ou para grupos de leitura. A maioria das bibliotecas tem vendas anuais de livros. Eles revenderão para angariar dinheiro para a biblioteca, e você pode receber uma nota fiscal para descontar no imposto de renda. Os livros doados devem estar em condição de revenda. Se seus livros estiverem manchados, mofados, cheios de informações pessoais ou com páginas faltando, pode ser que eles não sejam aceitos.
  3. 3 Doe os livros para um brechó. A maioria dos brechós possui seções de livros, e ficariam felizes em receber obras antigas, desde que as mesmas estejam em boas condições. Verifique brechós em sua vizinhança para descobrir se eles precisam de livros velhos. Eles podem ficar mais propensos a aceitá-los se você também tiver roupas ou outros itens para doar.
  4. 4 Doe os livros para uma igreja. Muitas igrejas aceitam doações de livros, que são dados aos menos afortunados ou vendidos para angariar dinheiro para o estabelecimento. Verifique as igrejas de sua área e veja se qualquer uma delas aceita livros usados.
  5. 5 Doe os livros para unidades de medidas socioeducativas para adolescentes. Em São Paulo, por exemplo, temos a “Fundação Casa” responsável pelo cumprimento dessas medidas que estão ajudando na recuperação desses jovens.
  6. 6 Doe os livros para outra caridade. Procure, na internet, caridades em sua área que aceitem doações de livros. Há muitos países tentando reconstruir suas bibliotecas na África, na Ásia e no Oriente Médio.
  7. 7 Deixe seus livros “por aí”. é um website que permite que você registre seus livros e deixe-os em algum lugar próximo para que outros desfrutem dele.
  8. 8 Faça uma caixa de “Livros Grátis”. Descubra um local onde pessoas esperam – uma lavanderia, um hospital, uma sala de espera, a parada do ônibus e coisas do gênero. Coloque uma caixa dizendo “Livros Gratuitos” em sua rua. No trabalho ou na escola, coloque uma caixa dizendo “Troca Gratuita de Livros” em uma área de alimentação ou alcova. Lembre-se apenas de que você pode ter de obter a permissão da equipe local primeiro.
  9. 9 Doe seus livros através de uma página gratuita de merchandising. Há várias páginas que permitem que você doe os livros gratuitamente. Visite,,, ou Sharing is Giving para encontrar um grupo em sua área. Esses grupos listam muitos sites específicos para o local onde seja possível postar listas de coisas que possam ser doadas.
    • Pessoas que querem os livros virão até sua casa ou local de trabalho para recolher as obras.

    Publicidade

  1. 1 Venda os livros online. Venda livros em sites como Amazon, Mercado Livre,, OLX e BoaCompra. Esses sites cobram uma pequena comissão. Esteja disposto a baixar o preço com o tempo, caso o livro não esteja vendendo.
    • Para vender os livros online, você terá de criar uma conta no website, fornecer informações básicas sobre a obra e esperar a chegada de um comprador interessado.
  2. 2 Venda livros didáticos (os que foram comprados, certo.? ). Se você usou os livros recentemente, ainda pode ser possível vendê-los por uma fração do custo original deles. Você pode ligar para antecipadamente para a loja que lhe vendeu o livro para saber se isso é uma opção. Você provavelmente conseguirá vender os livros didáticos para a papelaria do campus de onde eles saíram. Talvez você tenha sorte e consiga vender os livros para uma livraria de um campus diferente.
  3. 3 Venda os livros didáticos para estudantes que precisem deles. Encontre estudantes que estejam dispostos a tomar aulas pelas quais você já passou e venda a eles os livros necessários por um bom preço – ambos se beneficiarão com essa troca. Você pode perguntar aos amigos se eles conhecem alguém que irá seguir seu mesmo curso no futuro, ou apareça no primeiro dia de aula e aborde alguns estudantes para saber se eles desejam adquirir as obras. Só não seja agressivo.
  4. 4 Venda os livros para um sebo. Sebos normalmente compram ou trocam crédito por livros selecionados em boas condições. A maioria dos sebos venderá livros novos por metade do preço e pagará cerca de 15% do preço da obra em dinheiro, ou 20% em crédito de troca. A loja também olhará o valor do livro – portanto, caso você tenha analisado o preço da obra na internet, esse é o valor pelo qual o sebo esperaria vendê-la, e não comprá-la.
    • Se quiser fazer o máximo de dinheiro possível, venda os livros sozinho pela internet: por velocidade e conveniência, ofereça os livros aos sebos.
  5. 5 Venda os livros em vendas de garagem. Você pode fazer uma venda de garagem para vender livros antigos e outros itens maiores. Se você vender móveis e tiver alguns clientes interessados, é possível direcioná-los aos livros. Você pode fazer publicidade para a venda de garagem através de placas ou alertando seus amigos de Facebook/outras mídias sociais. Divulgue a informação a amigos e conhecidos para que divulguem o evento. Publicidade
  1. 1 Faça uma troca de livros. Convide alguns amigos e peça para que eles tragam uma caixa de livros antigos. Em seguida, sentem-se e olhem os livros uns dos outros para encontrar obras que podem interessá-lo e para encorajar seus amigos a levarem algumas das suas. Apenas lembre-se de terminar com menos livros do que mais.
  2. 2 Faça um amigo-secreto de livros, Durante esse tipo divertido de amigo-secreto, todos os livros embrulhados (ou “presentes”) serão colocados no meio da sala. As pessoas terão turnos para selecionar presentes e competirão para trocá-los por itens mais desejáveis. Esclareça que você trocará apenas livros antigos. Um mínimo de seis pessoas já tornará esse jogo divertido.
  3. 3 Troque livros velhos por livros novos. Há websites que permitem que você troque livros antigos por novos que lhe agradem. Visite LivraLivro ou o Skoob.
  4. 4 Troque livros por videogames, CDS ou filmes. Há sites que permitem que você troque seus livros por outros produtos interessantes. Essa é uma ótima maneira de aumentar sua coleção de CDs, Filmes ou Videogames enquanto exclui obras antigas. Publicidade
  1. 1 Dê seus livros em uma festa. Faça uma festa para um grupo de amigos amantes de livros. Após uma ou duas horas de diversão e bebidas, coloque uma caixa com livros antigos no meio da sala e permita que seus amigos levem o que quiserem. Seus amigos correrão em direção à caixa e selecionarão furiosamente algumas das obras. Você ficaria surpreso com a velocidade de esvaziamento da caixa.
  2. 2 Dê os livros a amigos que gostariam deles. Analise os livros e coloque adesivos na capa para marcar o nome da pessoa que os apreciaria. Em seguida, distribua os livros para alguns amigos. Isso parecerá um presente, e não uma tentativa de excluir algo. Apenas diga aos seus amigos algo do tipo “Isso me fez pensar em você” ou “Eu sabia que você adoraria essa obra”.
  3. 3 Faça um bauzinho com o livro. Se o livro está tão velho e desgastado que ninguém poderia mais usá-lo, divirta-se esvaziando-o e usando-o como baú para esconder segredos. Eis como esvaziar o livro:
  4. 4 Encontre um livro velho com capa relativamente dura e cole as páginas com Super Bonder. Espere que as páginas sequem por 15 minutos.
    • Use uma caneta para marcar uma área retangular a 1,2 centímetros dentro do perímetro da obra.
    • Use uma faca ou um cortador de caixas para eliminar uma boa quantidade de folhas por vez.
    • Continue a cortar até esvaziar o livro.
    • Aproveite para guardar seus itens prediletos no livro.
  5. 5 Recicle. Se seus livros estiverem decrépitos ao ponto de ninguém poder usá-los, é hora de jogá-los fora. Se quiser jogar os livros fora, reciclar é a melhor opção. Alguns programas de reciclagem permitem que você coloque as obras em lixeiras específicas, e outros municípios reciclarão livros se levados ao depósito de dejetos sólidos. Verifique o website da prefeitura local para descobrir se seus livros podem ser reciclados. Publicidade
  • Verifique a condição do livro antes de vendê-lo. Livros manchados, gastos, quebrados e pouco procurados farão com que o comprador olhe a obra com desdém.
  • Se doar os livros para uma agência de caridade, peça uma nota fiscal para conseguir deduções no imposto de renda.
  • Ao fazer vendas de garagem, seja criativo (e econômico) com os preços. Comece com R$ 0,50 centavos cada, ou cinco por R$ 2,00. Isso encorajará as pessoas a comprarem mais livros. Principalmente se tiver muitos livros, lembre-se de que o objetivo é eliminar o máximo possível, pois os livros são difíceis de guardar e pesados para serem levados até sebos. Crie preços irresistíveis e você terá melhores vendas.
  • Preencha caixas de papelão com livros. Os sebos normalmente estão dispostos a ceder caixas desse gênero, mas ligue primeiro.
  • Pegue uma sacola e ande pela sua cidade com alguns livros, sem estabelecer preços. Permita que as pessoas ofereçam um valor ao livro e deixe-os pensar que estão no lucro.

Publicidade

  • Não doe um livro antes de pesquisar seu valor.
  • Algumas livrarias cobram impostos em itens quando você usa o crédito de troca.
  • Nem sempre os livros de venda de garagem saem bem.
  • Livros didáticos são notórios por renderem poucos lucros quando revendidos a programas de devolução.

Publicidade

  • Livros antigos
  • Materiais para enviar os produtos – envelopes, fita adesiva, selos (se usar um website que envolve envios)

O wikiHow é uma “wiki”; ou seja, muitos de nossos artigos são escritos em parceria com várias pessoas. Para criar este artigo, 44 pessoas, algumas anônimas, editaram e melhoraram o texto desde sua criação. Este artigo foi visualizado 98 573 vezes. Categorias: Esta página foi acessada 98 573 vezes. : 4 Formas de Se Livrar dos Livros Velhos

Como descartar cadernos usados?

Opções diversas – Antes de trocar de caderno, verifique se você utilizou a maior parte das folhas. Se ainda há lugar para anotar, vá usando. A reciclagem de cadernos pode ser feita assim que ele estiver todo preenchido, depois é só levá-lo para a reciclagem, mas retire as partes de alumínio ou plástico que prendem as folhas e também recicle-as.

Onde descartar cadernos antigos?

Rede de papelarias dá desconto a clientes que levam cadernos usados para reciclagem Estojo, canetas, lápis, apontador, cadernos, fichário, mochila O período de volta às aulas é sinônimo de gastos extras para os pais. Reutilizar os materiais dos anos anteriores que ainda estão em bom estado é primordial para economizar (dinheiro e recursos naturais), mas há itens que não tem como usar novamente.

Entre eles, os cadernos, Já pensou se esses materiais antigos pudessem, pelo menos, render descontos na compra dos novos? É o que oferece a rede de papelarias brasileira Kalunga, Presente em diversas regiões do país – como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia e Rio Grande do Sul -, a empresa dá descontos aos clientes que levam às suas lojas cadernos usados.

Cada um quilo de papel rabiscado vale R$ 1,50 de crédito para a compra de novos produtos – como cadernos de espiral e pacotes de papel A4, O material arrecadado é todo encaminhado pela empresa para reciclagem e, assim, todos saem ganhando – inclusive o planeta ! Interessou? Para participar, basta levar seus cadernos usados (sem capa e nem espiral) a uma das da rede Kalunga.

Como descartar livros de bibliotecas?

O descarte de acervo é um procedimento de rotina em Bibliotecas e Centros de Informação. Cada instituição estabelece sua periodicidade, critérios e metodologia com base em sua natureza (pública ou privada) e em suas características (sobretudo sua finalidade).