Onibus Que Passa Na Avenida Do Turismo Manaus?

Onibus Que Passa Na Avenida Do Turismo Manaus
A linha 126 é o último Ônibus que vai para Avenida do Turismo 10072 em Manaus. Ele para nas proximidades às 01:11.

Como chegar ao centro histórico de Manaus?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

  1. As viagens, por enquanto, são gratuitas.
  2. CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem. Foto: Elaíze Farias. A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem. Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus. É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor. Há tradução para o inglês e espanhol. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

Onde fica o ônibus do Amazonas?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

As viagens, por enquanto, são gratuitas. CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

  1. O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem.
  2. Foto: Elaíze Farias.
  3. A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem.
  4. Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus.
  5. É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor. Há tradução para o inglês e espanhol. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

See also:  Quanto É A Entrada No City Park Manaus?

Como chegar a Ponta Negra em Manaus?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

As viagens, por enquanto, são gratuitas. CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

  1. Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro.
  2. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena.
  3. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

  1. O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem.
  2. Foto: Elaíze Farias.
  3. A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem.
  4. Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus.
  5. É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor. Há tradução para o inglês e espanhol. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

Como conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

  • As viagens, por enquanto, são gratuitas.
  • CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

  • Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro.
  • O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena.
  • No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

  • O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem.
  • Foto: Elaíze Farias.
  • A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem.
  • Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus.
  • É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

  • Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor.
  • Há tradução para o inglês e espanhol.
  • A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

See also:  Para Que Serve A Zona Franca De Manaus?

Como chegar ao centro histórico de Manaus?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

  1. As viagens, por enquanto, são gratuitas.
  2. CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem. Foto: Elaíze Farias. A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem. Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus. É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor. Há tradução para o inglês e espanhol. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

Onde fica o ônibus do Amazonas?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

As viagens, por enquanto, são gratuitas. CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem. Foto: Elaíze Farias. A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem. Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus. É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

  1. Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor.
  2. Há tradução para o inglês e espanhol.
  3. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

See also:  Onde Tem Banco Santander Em Manaus?

Como chegar a Ponta Negra em Manaus?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

  • As viagens, por enquanto, são gratuitas.
  • CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

  1. Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro.
  2. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena.
  3. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

  • O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem.
  • Foto: Elaíze Farias.
  • A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem.
  • Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus.
  • É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor. Há tradução para o inglês e espanhol. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.

Como conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas?

Ônibus percorre os principais pontos turísticos de Manaus O ônibus turístico passa por pontos turísticos da cidade, como o Complexo Ponta Negra. Foto: Tereza Cidade Atualizada em 1º/08/2018 Quer conhecer os principais espaços históricos de Manaus em duas horas? Vá até o Largo São Sebastião, ao lado do Teatro Amazonas, na avenida Eduardo Ribeiro, e suba no Amazon Bus, ônibus de turismo administrado, atualmente, pela Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

  • As viagens, por enquanto, são gratuitas.
  • CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE O ônibus de dois andares, climatizado (item imprescindível no calor de Manaus), recebe turistas para um passeio por Manaus, que começa no Centro histórico e se estende até a praia da Ponta Negra, onde faz uma rápida parada, e depois segue até a Ponte Rio Negro.

A viagem não é apenas uma oportunidade para conhecer em um curto espaço de tempo, mesmo de dentro do ônibus, a cidade, suas ruas e sua população. É também ideal para fazer amizades e bater um papo com outras pessoas que visitam Manaus. Os ônibus funcionam de quarta a domingo, com saídas às 9h30 e 15h.

  1. Como o serviço está sendo muito procurado é preciso chegar com antecedência para pegar uma senha, que é distribuída no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da avenida Eduardo Ribeiro.
  2. O passeio da manhã, com o sol menos forte, é para quem gosta de curtir uma viagem mais amena.
  3. No período da tarde, o início da excursão começa em um momento de calor forte, que vai ficando mais suave à medida que o tempo passa.

O itinerário se inicia na avenida Eduardo Ribeiro, onde fica estacionado o Amazon Bus, um enorme veículo que tem o mesmo modelo dos ônibus londrinos de dois andares. O primeiro prédio histórico avistado é o Centro Cultural Palácio da Justiça. Em seguida, vem o Teatro Amazonas.

O roteiro volta a ficar interessante quando o ônibus passa pela Igreja da Matriz, Casarão do Antigo Correio, Relógio Municipal, Porto de Manaus e Prédio da Alfândega, avança no centro histórico e toma a avenida Sete de Setembro, onde estão localizados o Centro Cultural Palácio Rio Negro e o Parque Jefferson Péres.Depois passa em frente a espaços como Mercado Municipal Adolpho Lisboa e Centro Cultural Chaminé.Outra atração recentemente incluída foi o estádio Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, construído especialmente para receber jogos da Copa.

O itinerário segue pela avenida Boulevard Álvaro Maia, onde está localizado o Cemitério São João Batista e o Reservatório do Mocó, o primeiro reservatório de abastecimento de água da cidade, construído há mais de 100 anos. O local é um bem tombado como patrimônio nacional.

O percurso sobre a Ponte Rio Negro rende as fotos mais bonitas da viagem. Foto: Elaíze Farias. A viagem segue para o bairro Compensa, onde o trajeto avança na Ponte do Rio Negro, o momento mais bonito da viagem. Recomenda-se ficar no andar de cima do ônibus. É o melhor local para fotografar o rio Negro e, claro, ser fotografado com este belo cenário ao fundo.

O motorista do ônibus vai até o final da ponte e retorna para Manaus. O trajeto de volta se repete e termina no Largo São Sebastião. Ao final de duas horas, grupos já se formaram, corre muito bate-papo e diversão. As pessoas vão se aproximando e até mesmo fazem amizades.

Durante toda a excursão, um guia de turismo vai explicando e contando a história de cada local por onde o ônibus passa, inclusive narrando fatos curiosos da cidade, com uma certa dose de humor. Há tradução para o inglês e espanhol. A excursão, que dura em torno de duas horas, é panorâmica, ou seja, não faz parada nos pontos visitados.

O turista tem, portanto, uma visão externa do local. A única parada é feita na orla da Ponta Negra.